EMENTAS DO CURSO DE AUXILIAR VETERINÁRIO

CÓDIGO: AMV
CARGA HORÁRIA: 4h/aulas (4 horas/aulas teóricas)
EMENTA: Localização, espaço e ambiente. Estrutura hospitalar.

OBJETIVOS: Conhecer os diversos espaços médicos. Identificar os pontos críticos e possíveis problemas do ambiente. Noções sobre legislação e funções que devem ser desempenhadas pelo auxiliar veterinário. 763

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: ABNT. Manual de normas técnicas. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Equipamentos para estabelecimentos assistenciais de saúde. Planejamento e dimensionamento. Brasília, 1994.

CÓDIGO: ANGE

CARGA HORÁRIA: 8h/aulas (4 horas/aulas teóricas e 4 horas/aulas práticas)

EMENTA: História da Anatomia veterinária. Apresentação da Anatomia veterinária geral. Funcionamento dos sistemas. Principais raças e suas particularidades.

OBJETIVOS: Desenvolver uma compreensão a respeito da Anatomia veterinária básica; Apresentar o funcionamento dos sistemas. Conhecer as particularidades entre principais espécies e raças.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: ONSTANTINESCU, G.M. Anatomia Clínica de Pequenos Animais. Editora Guanabara Koogan S. A. 1a ed. Rio de Janeiro, 2005.DYCE, K.M.; SACK, W.O. & WENSING, C.J.G. Tratado de Anatomia Veterinária. Editora Guanabara Koogan S. A. 1a ed. Rio de Janeiro, 1987.FRANDSON, R.D. Anatomia e Fisiologia dos Animais Domésticos. Editora Guanabara Koogan S. A. 2a ed. Rio de Janeiro, 1979.GETTY, R. SISSON/GROSSMAN. Anatomia dos Animais

Domésticos. Editora Interamericana. 5a ed. vol. 1. Rio de Janeiro, 1981.GETTY, R. SISSON/GROSSMAN. Anatomia dos Animais Domésticos. Editora Interamericana. 5a ed. vol. 2. Rio de Janeiro, 1981.KÖNIG, H.E. & LIEBICH, H.G. Anatomia dos Animais Domésticos. Sistema Locomotor. Texto e Atlas Colorido. Vol. 1. Porto Alegre. Artmed. 2004.KÖNIG, H.E. & LIEBICH, H.G. Anatomia dos Animais Domésticos. Órgãos e Sistemas. Texto e Atlas Colorido. Vol. 2. Porto Alegre. Artmed. 2004.POPESKO, P. Atlas de Anatomia Topográfica dos Animais Domésticos. Editora Manole Ltda. 1a ed. vol. I. São Paulo, 1990. POPESKO, P. Atlas de Anatomia Topográfica dos Animais Domésticos. Editora Manole Ltda. 1a ed. vol. II. São Paulo, 1990. POPESKO, P. Atlas de Anatomia Topográfica dos Animais Domésticos. Editora Manole Ltda. 1a ed. vol. III. São Paulo, 1990.

CÓDIGO: CFE CARGA
HORÁRIA: 4h/aulas (4 horas/aulas teóricas)

EMENTA: Estudo do gato doméstico, F. catus, com ênfase nas peculiaridades dessa espécie em relação o metabolismo de drogas, aspectos nutricionais característicos no gato normal e apresentando doenças específicas. Atualização e discussão da fisiopatologia, sintomatologia, solicitação e interpretação de exames complementares. Diagnóstico e terapêutica das principais enfermidades que acometem o gato.

OBJETIVOS: Propiciar uma educação continuada da medicina felina abordando assuntos atualizados da prática diária do médico veterinário.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: ETTINGER, S.J.; FELDMAN, E.C. Tratado de Medicina Interna Veterinária: Doenças do Cão e do Gato. 2 volumes. 5 ed. São Paulo: Manole, 2004. JERICÓ, M.M.; ANDRADE NETO, J.P.; KOGIKA, M.M. Tratado de Medicina Interna de Cães e Gatos. 2 volumes. São Paulo: Roca, 2014. Nutrição de Cães e Gatos MÜLLER, U; MÜLLER, H.A. Doenças do Gato e seu Tratamento. Lisboa: Presença, 1997.

CÓDIGO: FIGE

CARGA HORÁRIA: 8h/aulas (8h/aulas teóricas)

EMENTA: Introdução à fisiologia; Fisiologia do sistema digestório e endócrino; Fisiologia do sistema urinário e reprodutor; Fisiologia do sistema cardiorrespiratório e neurológico; Fisiologia Muscular e ósseo articular; Comportamento animal; Principais raças e particularidades.

OBJETIVOS: Permitir que o aluno conheça os principais aspectos do funcionamento de diversos sistemas orgânicos a fim de poder planejar melhor o manejo; Conhecer as funções reprodutivas masculinas e femininas; Conhecer e diferenciar os processos digestivos; Entender o desenvolvimento da musculatura e os aspectos que a estimulam. Compreender o funcionamento da fisiologia em cada raça e suas particularidades. Entender o comportamento animal.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: DUKES, H.H. Dukes fisiologia dos animais domésticos. 12 ed. Rio de Janeiros: Guanabara Koogan, 2006, 926p. ANDERSON, M. Fisiologia animal. 2 ed. Porto Alegre: Artmed, 2012, 894p.

REFERÊNCIA COMPLEMENTAR: REECE, W.O. Fisiologia dos animais domésticos. São Paulo: Roca, 1996, 351p. RANDALL, D.J.; ECKERT, R.; BURGGREN, W.W.; FRENCH, K.E. Fisiologia animal: mecanismos e adaptações. 4 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000, 729p. SCHMIDT- NIELSEN, K. Fisiologia animal: adaptação e meio ambiente. 5 ed. São Paulo: Santos, 2002, 611p. KLEIN, B. Cunningham tratado de fisiologia veterinária. 5 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2014, 608p. MOYES, C.D.;

CÓDIGO: FARFLT
CARGA HORÁRIA: 4h/aulas (2h/aulas práticas e 2h/horas teóricas)

EMENTA: Estudar os princípios gerais da farmacologia, vias de administração dos fármacos, Farmacocinética, Farmacodinâmica, abordando os mecanismos básicos de ação dos fármacos utilizados em medicina veterinária. Para isso dar-se-á ênfase a interdisciplinaridade entre as disciplinas do ciclo básico, propiciando embasamento para uma melhor compreensão dos conhecimentos das disciplinas profissionalizantes. Princípios e cálculos da fluidoterapia em cães e gatos.

OBJETIVOS: Familiarizar o aluno com o estudo lógico das interações entre os fármacos e o organismo, abordando aspecto geral, aplicável a qualquer tipo de agente, incluindo pelo menos os princípios gerais da farmacognosia, farmacotécnica, farmacocinética, farmacodinâmica, interações medicamentosas, toxicidade e incluindo os estudos aplicados nos diversos sistemas no exercício da medicina veterinária. Conhecer a origem e propriedades físico-químicas dos fármacos. Capacitar o aluno a entender a farmacocinética e a farmacodinâmica das substâncias de uso veterinário. Familiarizar o aluno com os mecanismos de ações dos fármacos utilizados em medicina veterinária. Fornecer ao aluno conhecimento teórico e prático sobre a farmacotécnica dos medicamentos.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: ETTINGER, S.J.; FELDMAN, E.C. Tratado de Medicina Interna Veterinária – Doenças do Cão e do Gato, 5 ed., Guanabara-Koogan, 2004. MORGAN, R.V. Handbook of Small Animal Practice, 3.ed., Saunders, 1997. SHERDING, R.G. The Cat – Diseases and Clinical Manangement, 2.ed., Churchil-Livingstone, 1994.

CÓDIGO: INF
CARGA HORÁRIA: 4h/aulas (4h/aulas teóricas)

EMENTA: Conhecer os diferentes tipos de zoonoses. O papel do médico veterinário no controle de zoonoses. Impactos sanitários, políticos, econômicos e sociais das zoonoses. Classificação das zoonoses. Etiologia, epidemiologia, patogenia, clínica, diagnóstico, tratamento animal e controle das principais zoonoses bacterianas, viróticas, parasitárias, fúngicas, rickttsianas e clamidianas. Programas oficiais de controle de zoonoses. Imunização animal contra zoonoses.Etiologia susceptibilidade, transmissão, distribuição geográfica, patogenia, diagnóstico clínico e laboratorial, prognóstico, tratamento profilaxia e controle de doenças infecciosas e parasitarias.

OBJETIVOS: Conhecer os diferentes tipos de infecções e parasitas. Compreender as possíveis causas e identificar as doenças infecto parasitarias.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: BEER, J. Doenças infecciosas em animais domésticos: doenças produzidas por bactérias e fungos e intoxicações. São Paulo: Roca, 1988. 2v.: il. BLOOD, D. C.; RADOSTITS, O. M. Clínica Veterinária. 7.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, c1991. 1263p..

CORREA, W. M.; CORREA, C.N. Enfermidades infecciosas dos mamíferos domésticos. 2. ed. Rio de Janeiro: MEDSI, 1992. 843p. Manual Merck de Veterinária: Um Manual de Diagnóstico, Tratamento, Prevenção e Controle de Doenças para o Veterinario / ed. por Clarence M. Fraser. São Paulo: Rocca, 1997. 2169p. Manual de Zoonoses, Volume 1, 2a edição, 2010. Página 128 a 141. Acesso através do link: http://www.crmvsc.org.br/arquivos/Manual-de-ZoonosesI.pdf MITSUKA-BREGANÓ, R., LOPES-MORI, FMR., and NAVARRO, IT., orgs. Toxoplasmose adquirida na gestação e congênita: vigilância em saúde, diagnóstico, tratamento e condutas [online]. Londrina: EDUEL, 2010. Toxoplasmose. pp. 1-5. Acessado através do link: http://books.scielo.org/id/cdtqr/pdf/mitsuka-9788572166768-03.pdf>PRADO, A.A.F., ALMEIDA, G.F., GONTIJO, L.S., TORRES, M.L.M., ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, Centro Científico Conhecer – Goiânia, vol.7, N.12; 2011. Acessado através do link: http://www.conhecer.org.br/enciclop/2011a/agrarias/toxoplasmose.pdf

CÓDIGO: LCL
CARGA HORÁRIA: 4h/aulas (2h/aulas práticas e 2h/aulas teóricas)

EMENTA: Colheita e remessa de material para laboratório. Coprologia. Hematologia clínica. Raspados de pele. Urinálise. Provas de função renal, hepática e pancreática. Exames de exudatos, transudatos e liquor.

OBJETIVOS: Proporcionar a capacitação dos alunos através das aulas teóricas e práticas por meio de colheita e remessa de material para laboratório, realização de exames e interpretação dos resultados laboratoriais e comerciais.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: BISTNER, S. I., FORD, R. B. Manual de Procedimentos Veterinários e Tratamentos de Emergência. São Paulo, Ed. Roca, 6a ed., 1997. BUSH, B.M. Interpretação de Resultados Laboratoriais para clínico de pequenos animais. 1 ed. Roca, 2004. ETTINGER, A.S.J. Tratado de Medicina Interna Veterinária vol. I e II. Ed. Manole, São Paulo, 1997. LORENZ, M. & CORNELIUS, L.M. Diagnóstico clínico em pequenos animais. Interlivros, Cordovil, RJ, 1996. MEYER, COLES E RICH. Medicina de Laboratório Veterinária. 2 ed. Roca, 1995. NELSON, R.W., COUTO, C.G. Fundamentos de Medicina Interna de Pequenos Animais. Ed. Guanabara Koogan, Rio de Janeiro, 1994. ROITT, I.; BROSTOFF, J.; MALE, D. Imunologia. 2 ed. São Paulo, Manole Ltda., 2000. SWENSON, M.J. Dukes, Fisiologia dos Animais Domésticos. Ed. Guanabara

Koogan, Rio de Janeiro, 1996. WILKISON, T.G.; HARVEY, R.G. Atlas Colorido de Dermatologia dos Pequenos Animais – Guia para o Diagnóstico. São Paulo. Ed. Manole, 1997.

CÓDIGO: LE
CARGA HORÁRIA: 4h/aulas (4h/aulas teóricas)

EMENTA: Eliminação parcial ou total de microrganismos de materiais ou superfícies inanimadas; Métodos empregados para impedir a contaminação de determinado material ou superfície; Remoção mecânica e/ou química de sujidades em geral, (oleosidade, umidade, matéria orgânica, poeira, entre outros) de determinado local; Eliminação de microrganismos, exceto esporulados, de materiais ou artigos inanimados, através de processo físico ou químico, com auxílio de desinfetantes.; Destruição de todos os microrganismos, inclusive esporulados, através de processo químico ou físico.

OBJETIVOS: Demonstrar aos alunos os modos de lavagem para o uso adequado do equipamento. Descrever como os alunos podem através do conhecimento utilizar ferramentas necessárias para o cumprimento das normas de segurança, higiene e princípios de saúde, levando em consideração aspectos de melhoria da qualidade de vida.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: Associação Paulista de estudos e controle de infecção hospitalar . Esterilização de artigos em unidades de saúde. 2a ed. revisada e ampliada. São Paulo: Associação Paulista de Estudos e Controle de Infecção Hospitalar; 2003.SOBECC. Práticas Recomendadas: centro cirúrgico, recuperação, anestésica e centro de material esterilizado. 3a ed. revisada e atualizada. São Paulo: SOBECC; 2005.Guia elaborado por enfermeiros brasileiros. Recomendações práticas em processos de esterelização em estabelecimento de saúde. Parte I: esterilização a calor. São Paulo: Komedi; 2000. BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Assistência à Saúde. Departamento de Assistência e Promoção à Saúde. Coordenação de controle de Infecção Hospitalar. Processamento de artigos e superfícies em estabelecimentos de Saúde. 2a ed. Brasília: Ministério da Saúde; 1994.

CÓDIGO: MPA
CARGA HORÁRIA: 4h/aulas (4h/aulas teóricas)

EMENTA: Noções gerais de ética na utilização e manejo de animais na Medicina Veterinária e Produção Animal.

OBJETIVOS: Conhecer os métodos de manejo e contenção. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: RIVERA, E. A. B; AMARAL, M. H.; NASCIMENTO, V. P. Ética e Bioética Aplicadas à Medicina Veterinária. Goiânia: Editora UFG, 2006. 299p. WOLFENSOHN, S., LLOYD, M. Handbook of Laboratory Animal Management and Welfare. 3a ed., Malden: Blackwell Publishing Ltd, 2007. DOI 10.1002/9780470751077.

CÓDIGO: NGE
CARGA HORÁRIA: 4h/aulas (4h/aulas teóricas)

EMENTA: Fisiologia do nascimento e do neonato. Saúde e mortalidade neonatal. Imunidade neonatal. Principais afecções dos recém nascidos decorrentes de manejo, alimentação, parasitas e agentes infecciosos. Cuidados intensivos em neonatos. Profilaxia das doenças neonatais. Terapêutica dos neonatos. Manejo de filhotes órfãos. Conceitos fundamentais em Gerontologia numa abordagem multidimensional e interdisciplinar do cuidar/cuidado.

OBJETIVOS: Capacitar o discente em assuntos relacionados á neonatologia das diferentes espécies domésticas. Desenvolver e aprimorar os conceitos fundamentais em gerontologia veterinária.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: Prats, A. Neonatologia e pediatria em cães e gatos. Interbook, 1a edição, 2005. Hoskins, J. D. Pediatria veterinária. Cães e gatos do nascimento aos seis meses. Interlivros, 2a edição, 1997. Smith, B. P. Tratado de medicina interna de grandes animais. Manole, 1994.

CÓDIGO: NUT

CARGA HORÁRIA: 4h/aulas (4h/aulas teóricas)

EMENTA: Importância da nutrição e alimentação animal. O estudo dos nutrientes e suas funções. Exigências nutricionais. Determinação da composição e do valor nutritivo dos alimentos. Classificação dos alimentos. Reconhecimento dos principais alimentos volumosos utilizados nos sistemas de produção animal. Reconhecimento dos principais alimentos concentrados utilizados nos principais sistemas de produção animal. Princípios de processamento, preparo e controle de qualidade dos alimentos. Suplementos e aditivos alimentares.

OBJETIVOS: Conhecer os diferentes tipos de alimentação e seus nutrientes. Entender os diferentes tipos de alimentação e seus compostos nutricionais.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: ANDRIGUETTO et al. Nutrição animal, as bases e os fundamentos da nutrição. Editora Nobel Volume 01. São Paulo. 395p. ANDRIGUETTO et al. Nutrição animal: alimentação animal. Editora Nobel. Volume 02. São Paulo. 425p. MORRISON, F. B. Alimentos e alimentação dos animais. 2. ed.: Rio de Janeiro: Melhoramentos, 1966: 892p. NUNES, I. J. Nutrição animal básica. 2. ed.: Belo Horizonte: FEP-MVZ, 1998: 388 p.

CÓDIGO: RCI CARGA
HORÁRIA: 8h/aulas (4h/aulas teóricas e 4h/aulas práticas)

EMENTA: Esta disciplina consistirá no acompanhamento dos atendimentos a pequenos e grandes animais na área cirúrgica no HVB orientados pelo professor responsável, visando ao aluno uma maior vivência profissional nessa área.

OBJETIVOS: Permitir ao aluno, a partir da imersão em atividades práticas orientadas, resgatar de forma integrada e articulada os conteúdos teóricos e práticos dos diversos sistemas orgânicos nas espécies canina e felina.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: BIRCHARD, S. J.; SHERDING, R. G. Manual Saunders de clínica de pequenos animais. 3 ed. Roca: São Paulo, 2008. ETTINGER, S.J.; FELDMAN, E.C. Tratamento de Medicina Interna Veterinária: Doenças do Cão e do Gato. Rio de Janeiro: Koogan, 2005 JOYCE, J. Dermatologia em pequenos animais. Rio de Janeiro: Revonter, 2012. NELSON, R,W. & COUTO, C.G. Fundamentos de medicina interna de pequenos animais. Rio de Janeiro : Guanabara

Koogan, 1994. 737 p. THRALL, M. A. et al. Hematologia e bioquímica clínica veterinária. 2 ed. Roca, 2015. REFERÊNCIAS COMPLEMENTARES: BUSH, B.M. Interpretação de exames laboratoriais para clínicos de pequenos animais. Roca: São Paulo, 2004. 384 2 FEITOSA, F. L. Semiologia Veterinária. São Paulo: Roca, 2004. 3 JUSTEN, H. Coletâneas em medicina e cirurgia felina. LF Livros: Rio de Janeiro, 2004. 4 SPINOSA, H.S.; GÓRNIAK, S.L.; BERNARDI, M.M. Farmacologia aplicada à medicina veterinária, 4.ed. Guanabara-Koogan: Rio de Janeiro, 2006. 545p. 5 SHERDING, R. G. Emergências clínicas em veterinária. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2008. 6 SWENSON, M. J.; REECE, W. O. Dukes Fisiologia dos Animais Domésticos. 11ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1996.

CÓDIGO: RCL
CARGA HORÁRIA: 8h/aulas (4h/aulas teóricas e 4h/aulas práticas)

EMENTA: A disciplina consiste no estudo prático sobre os principais aspectos relacionados a clínica médica de pequenos animais. Os assuntos serão abordados através da rotina de atendimento clínico no HVD, com o estudo e discussões sobre os casos clínicos atendidos, avaliando abordagem clínica, diagnósticas e medidas de tratamento e controle.

OBJETIVOS: Entender o funcionamento do atendimento clínico em geral. Conhecer as especialidades das rotinas clínicas.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: BICHARD, S.J.; SHERDING, R.G.; BUSH, B.M. Interpretação de Resultados Laboratoriais para Clínicos de Pequenos Animais. São Paulo: Roca, 2004.400p. COLVILLE, J.Blood Chemistry. In: PRATT, P.W. Laboratory Procedures For Veterinary Technicians. St. Louis: Mosby ,1997.428p. ETTINGER, S. J;FELDMANN, E.C. Tratado de Medicina Interna Veterinária.Rio de Janeiro: Guanabara Koogan S. A, 2256p. FELDMAN, E.C., NELSON, R.W. Canine and feline endocrinology and reproduction. Philadelphia: W. B. Saunders, 1996. 785p. GONZALES, F.D.; SILVA, S.C. Introdução á Bioquímica Clínica Veterinária. Porto Alegre: UFRGS, 2003.360p. GROSS, T.L.; IHRKE, P.; WALDER, E.; AFFOLTER, V. Skin diseses of the dog and cat clinical and histopathologic diagnosis. 2ed. 2005. HENDRIX, C.H. Procedimentos Laboratoriais para Técnicos Veterinários. São Paulo: Roca, 2006. 570p. KANEKO, J.J.Clinical biochemistry of domestic animal. 4 ed. San Diego: Academic, 1989.630p. Manual Saunders Clínica de Pequenos Animais, 2 ed. São Paulo: Roca, 2003. HNILICA, K.A. Dermatologia de pequenos animais – Atlas

colorido e guia terapêutico. Editora Roca. São Paulo, 2003, 253p. MUELLER, R.S.- Dermatologia para o clínico de pequenos animais – Editora Roca. São Paulo, 2003, 162p. NELSON, R.W; COUTO, C.G. Medicina Interna de Pequenos Animais.2 ed.Rio de Janeiro: Guanabara Koogan S.A, 2001, 1128 p. SCOTT, D. W.; MILLER, W.H.; GRIFFIN, C.E. Dermatologia de pequenos animais. 5a ed. Interlivros. Rio de Janeiro, 1996, 1130p. WILKINSON, G.T.; HARVEY, R.G.- Dermatologia dos pequenos animais – Guia para diagnóstico. 2 ed. Editora Manole Ltda. 1996. 304p.

CÓDIGO: RBT

CARGA HORÁRIA: 4h/aulas (4h/aulas teóricas)

EMENTA: A disciplina consiste em ensinar o auxiliar na Organização do ambiente para banho e tosa, técnicas para banho e tosa, acidentes em banho e tosa.

OBJETIVOS: Conhecer as técnicas para o banho e tosa. Descrever os possíveis acidentes que são causados durante o banho e tosa. Estabelecer o modo de organização do ambiente para o banho e tosa.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: BLOG SSPET. Dicas de organização e higiene para banho e tosa em pet shops. Disponível em: blogbergvet.com.br. Acessado em: 11/04/2019. BLOG BERG E VET. Higienização e Limpeza do Banho e Tosa. Disponível em: https://blogbergvet.com.br/higienizacao-e-limpeza-do-banho-e-tosa/limpeza-do-banho-e- tosa/. Acessado em: 11/04/2019.

CÓDIGO: RI
CARGA HORÁRIA: 8h/aulas (4h/aulas teóricas e 4h/aulas práticas)

EMENTA: Assistência de auxiliar de animal hospitalizado, acometidos por doenças agudas e crônicas, em situação clínica e cirúrgica (pré, trans e pós-operatório), amparada em bases científicas, metodológicas, éticas e legais, tendo como referencial teórico as necessidades veterinárias básicas.

OBJETIVOS: Prestar assistência de auxiliar, individualizada e sistematizada, a animais hospitalizados, com doenças agudas e crônicas, em situações clínicas e cirúrgicas

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: Stockham, S.L.; Scott, M.A. Fundamentos de Patologia Clínica Veterinária. 2ed. Guanabara Koogan, 729p. 2011. Meyer, D.J. Coles, E.H., Rich, L.J. Medicina de laboratório veterinário, interpretação e diagnóstico. Roca, 308p. 1995. Ettinger, S.J.; Feldman, E.C. Tratado de medicina interna veterinária. 5ed, Guanabara Koogan, 2 vol. 2004.

CÓDIGO: RAE

CARGA HORÁRIA: 8h/aulas (4h/aulas teóricas e 4h/aulas práticas)

EMENTA: Esta disciplina consiste na apresentação e orientação sobre a rotina e os procedimentos dos atendimentos emergenciais.

OBJETIVOS: Permitir ao aluno, a partir do acompanhamento e da vivência auxiliar os procedimentos utilizados no atendimento de urgência e emergência. Conhecer as atividades das rotinas do atendimento de emergência do HVD.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: BIRCHARD, S. J.; SHERDING, R. G. Manual Saunders de clínica de pequenos animais. 3 ed. Roca: São Paulo, 2008. ETTINGER, S.J.; FELDMAN, E.C. Tratamento de Medicina Interna Veterinária: Doenças do Cão e do Gato. Rio de Janeiro: Koogan, 2005. NELSON, R,W. & COUTO, C.G. Fundamentos de medicina interna de pequenos animais. Rio de Janeiro : Guanabara Koogan, 1994. 737 p. THRALL, M. A. et al. Hematologia e bioquímica clínica veterinária. 2 ed. Roca, 2015. REFERÊNCIAS COMPLEMENTARES: BUSH, B.M. Interpretação de exames laboratoriais para clínicos de pequenos animais. Roca: São Paulo, 2004. JUSTEN, H. Coletâneas em medicina e cirurgia felina. LF Livros: Rio de Janeiro, 2004. 4 SPINOSA, H.S.; GÓRNIAK, S.L.; BERNARDI, M.M. Farmacologia aplicada à medicina veterinária, 4.ed. GuanabaraKoogan: Rio de Janeiro, 2006. 545p. 5 SHERDING, R. G. Emergências clínicas em veterinária. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2008. 6 SWENSON, M. J.; REECE, W. O. Dukes Fisiologia dos Animais Domésticos. 11ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1996.

CÓDIGO: RDIC
CARGA HORÁRIA: 4h/aulas (2h/aulas teóricas e 2h/aulas práticas)

EMENTA: Conceitos teóricos fundamentais da radiologia e ultrassonografia animal: formação e propriedades das ondas eletromagnéticas e sonoras. Radioproteção. Técnicas utilizadas nas diferentes espécies e manipulação de equipamentos. Radiologia canina e felina. Ultrassonografia abdominal canina e felina. Sinais radiográficos das principais patologias diagnosticadas nesta área da imagem.

OBJETIVOS: Compreender as noções básicas da radiologia e ultrassonografia veterinária, conhecendo todas as etapas evolvidas na realização destes exames de imagem na rotina hospitalar.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: KEALY, J.K.; MCALLISTER, H. Radiologia e ultrassonografia do cão e do gato; 3a ed. São Paulo: Manole, 2005. 436p.FARROW, C.S. Veterinária – Diagnóstico por imagem do cão e do gato. 1a ed. São Paulo: Roca, 2006. 768p. NYLAND, T.G.; MATTON, J.S. Ultrassom diagnóstico em pequenos animais. 2a ed. São Paulo: Roca, 2005, 469p.

REFERÊNCIA COMPLEMENTAR: CARVALHO, C.F. Ultrassonografia em pequenos animais. 1a ed. São Paulo: Roca, 2004. 384p. CARVALHO, C.F. Ultrassonografia doppler em pequenos animais. 1a ed. São Paulo: Roca, 2009. 288p. HUDSON, J.A. Radiologia abdominal: para o clínico de pequenos animais. 1a ed. São Paulo: Roca, 2003. 184p. MANNION, P. Ultrassonografia de pequenos animais. 1a ed. São Paulo: Revinter, 2009. 352p. O ́BRIEN, T.R.; LORIGADOS, C.A.B. Radiologia torácica: para o clínico de pequenos animais. São Paulo: Roca, 2003. 146p.

CÓDIGO: RLA
CARGA HORÁRIA: 4h/aulas (4h/aulas teóricas)

EMENTA: A disciplina consiste no estudo prático sobre os principais aspectos relacionados a rotina do laboratório. Os assuntos serão abordados através da rotina de atendimento no laboratório do HVB.

OBJETIVOS: Entender o funcionamento da rotina laboratorial em geral. Conhecer as especialidades das rotinas laboratoriais.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: BICHARD, S.J.; SHERDING, R.G.; BUSH, B.M. Interpretação de Resultados Laboratoriais para Clínicos de Pequenos Animais. São Paulo: Roca, 2004.400p. COLVILLE, J.Blood Chemistry. In: PRATT, P.W. Laboratory Procedures For Veterinary Technicians. St. Louis: Mosby ,1997.428p. ETTINGER, S. J;FELDMANN, E.C. Tratado de Medicina Interna Veterinária.Rio de Janeiro: Guanabara Koogan S. A, 2256p. HENDRIX, C.H. Procedimentos Laboratoriais para Técnicos Veterinários. São Paulo: Roca, 2006. 570p. Manual Saunders Clínica de Pequenos Animais, 2 ed. São Paulo: Roca, 2003.

CÓDIGO: ROP
CARGA HORÁRIA: 4h/aulas (8h/aulas teóricas)

EMENTA: Apresentação de embalagens, equipamentos e insumos. Desinfecção e desinfetantes – conceito, preparo e armazenamento. Fluídos (tipos, preparos e conservação) e equipos. Bomba de Infusão-manipulação. Preparação da via de acesso. Cateterização, Transfusão de sangue.

OBJETIVOS: Conhecer os diferentes modelos de embalagens, equipamentos. Especificar as medidas para preparo de desinfetante e fluídos. Entender o processo de transfusão de sangue e a preparação para o procedimento.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: FERREIRA, H. H. J. Processos Industriais I – Prática. DEQUI/CEFET – MG: Belo Horizonte. 2008. SHEREVE, N. R.; BRINK, L; Indústrias de Processos Químicos. Guanabara dois: Rio de Janeiro, 4a Edição, 1980. (Cap. 29 pág. 431)

REFERÊNCIA COMPLEMENTAR: GAUTO, M. A.; ROSA, G. Química Industrial – Série Tekne. Bookman, 2013.

CÓDIGO: REA
CARGA HORÁRIA: 4h/aulas (2h/aulas teóricas e 2h/aulas práticas)

EMENTA: Conceitos e fundamentos de reabilitação para cães e gatos. Cuidados e manejo pós- operatório em cirúrgicas ortopédicas.

OBJETIVOS: Conhecer as diferentes técnicas de manejo e cuidados em técnicas de fisioterapia e medicina conservadora (como acupuntura) na reabilitação de cães e gatos.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: Levine, D., Millis, D. L., Marcellin-Little, D. J., & Taylor, R. (2008). Reabilitação e fisioterapia na prática de pequenos animais. Roca; Bockstahler, B., L, M. D., Levine, D., & Mueller, M. (2004). Métodos de Fisioterapia. In Métodos de Fisioterapia. In: Fisioterapia en perros y gatos rehabilitación y manejo del dolor. Editores B Bockstahler, D Levine, D Millis. Veterinaria Esteve, Barcelona; Pöppl, Álan & Vicente, Gustavo. (2018). Obesidade e Alterações Endócrinas. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/327987289_Obesidade_e_Alteracoes_Endocrinas. Acesso em: 02/09/2021.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

O curso de Auxiliar Veterinário ministrado integralmente dentro das dependências do Hospital Veterinário Darabas (HVD), localizado na Av. Barão do Rio Branco, 515 – Centro, Palhoça – SC, 88130-100. O curso consistirá em duas turmas, uma no período diurno (8h-12h) e a segunda (18h-22h), as aulas ocorreram três vezes (3 vezes) na semana de segunda a quarta. O curso tem data prevista para iniciar 01/02/2022 até 09/05/22 (14 semanas de aula). Seguindo todas as normas de distanciamento social e cuidados com a Covid-19, o número máximo de discentes será 14, tendo como número mínimo de 10 pessoas para iniciarem as aulas.

• Aulas Teóricas: Duração: 112h

Turmas: 10 a 14 alunos por aula
Frequência: 2 vezes na semana
Estrutura: sala de aula, quadro, 14 carteiras, mesa aula, mesa de procedimento, notebook.

• Aulas Práticas: Duração: 48h

Turmas: 5 a 7 alunos – sistema de rodízio intercalado

Frequência: 1 vez na semana

Estrutura: Internamento de cães e gatos com capacidade para 15 animais internados, sala de raio-x, sala de tomografia, sala de ultrassonografia, enfermaria, 2 blocos cirúrgicos, sala de esterilização, sala de vacina, laboratório de análises clínicas, consultório de felinos, 2 consultórios gerais e recepção.

• Avaliação:

Os alunos devem ter no mínimo 70% de frequência distribuídas em aulas práticas e teóricas. Serão realizadas no decorrer do curso 3 atividades avaliativas, sendo a nota final a média entre elas. Devendo o aluno aprovado atingir a nota mínima de corte de 7,0 e obter a frequência mínima.

CRONOGRAMA

FAÇA A SUA INSCRIÇÃO OU TIRE A SUAS DÚVIDAS